Globeleza 2017, será mais comportada que outras edições.

Depois de aproximadamente 24 anos o carnaval de 2017 a TV Globo traz uma novidade neste carnaval. Após tantos anos de nudez a globo resolveu mostrar uma globeleza vestida. Isso mesmo, este ano de 2017 a já famosa vinheta da globo que mostrava mulheres vestidas apenas a base de pinturas coloridas ou adornos, resolveu inovar e utilizando roupas. A nova vinheta trás a atual globeleza Erika Moura trajando vestuário do carnaval de várias  regiões do Brasil. Parece que a aquilo que sempre falaram da importância cultural do carnaval esta mais em voga nesta versão da vinheta. E deste modo sai de cena a supervalorização e objetificação do corpo da mulher, como muitas vezes é visto, entrando no lugar a valorização da diversidade cultural do país. Na nova vinheta  Erika dança juntamente com outros dois modelos masculinos ritmos como frevo, bumba meu boi e outros. 

 Valeria Valenssa , a 1º e eterna globeleza pronunciou sobre o assunto: 

“Sou de outra época, de quando o carnaval valorizava muito a beleza da mulher brasileira. A época do topless, do nu, de Luma de Oliveira, Monique Evans… E aos pouquinhos, isso foi mudando. O carnaval, em si, foi mudando, para mostrar, de fato, o que é a cultura do nosso carnaval. Se eles perceberam isso nessa vinheta, e se houve essa mudança tão radical, é que eles também estão buscando acompanhar essas mudanças. Os tempos são outros”.

Vamos deixar logo abaixo a nova vinheta da globeleza 2017 e logo após um curto making of da produção que fala dos motivos da mudança.  

Deixe nos comentários sua opinião sobre estas mudanças. Gostou de uma globeleza mais comportada, ou não ? 

Facebook Comments

Você pode gostar

compartilhe
Adicionar a favoritos link permanente.

2 Comments

  1. Amei ver as novas globelezas, o carnaval é cultura, mas a industria que apenas vender sexo e quem sofre com isso somos nós, mulheres. A globo esse ano tá de parabéns.

    Born in 1996

  2. Renata você esta certa. O carnaval sempre é visto sempre como esse viés sexual. E claro as mulheres é que mais sofrem com essa ideia, dentro da nossa sociedade machista. Esperamos que novas ideias novos tempos e venham. Obrigado por seu comentário!

Deixe uma resposta