Se você ainda não assistiu ao filme Lucy interpretado por Scarlet Johanson, eu indico que gaste algum tempo e o faça. Afinal é um filme que indiscutivelmente homenageia as mulheres. Se você assistiu e não conseguiu ver este lado, venha comigo e observe como a montagem tem o completo interesse em colocar as mulheres no topo da cadeia alimentar.


lucyO filme conta a historia de Lucy (Scarlet Johanson) uma garota americana que vai para a china estudar. E lá acaba se envolvendo com um americano o qual não merece a mínima confiança e coloca a moça em uma enrascada. Após algumas complicações ela e outros três homens são obrigados a contrabandear uma droga experimental em seus ventres (são feitos de mulas), para 4 países diferentes. Porém por ser uma mulher muito bonita Lucy chama a atenção dos homens que a vigiam e um deles tenta se aproveitar dela e a garota reage deixando seu captor muito irritado e ele a espanca desferindo vários chutes em sua barriga
[vale recordar que ela estava recém operada, para introdução do pacote com a droga]. Assim o saco recipiente da droga se rompe lançando no organismo de Lucy uma grande quantidade do produto. Isto efetua uma reação química em seu corpo que libera aos poucos acesso ao uso de uma maior capacidade de seu cérebro. No filme Lucy há uma referência a primeira mulher encontrada [falamos de ciência e não de bíblia aqui] e no filme ela se torna a primeira mulher (no sentido de ser humano) a utilizar toda a capacidade de seu cérebro que no normal da raça humana é 10%.

Outra referência a droga utilizada no filme é um correlativo a um elemento produzido pelas mulheres na gravidez, para desenvolvimento do bebê C.P.H.4 que existe, mas claro não provoca os efeitos colocados no filme, logo a evolução de Lucy só pode acontecer por causa de algo que é produzido pela própria  mulher. 

 Algo que pode parecer um grande bobagem, mas que foi criado no filme de uma forma bem poética é o fato de o desenvolvimento da capacidade de Luci ter se dado pelo fato de a mesma resistir a um violência masculina. Para mim a ideia de que a ignorância e violência do homem é que provoca a revolução e liberdade da mulher. 

Não vamos falar do filme e ficar dando Spoilers aqui, na verdade a ideia é trazer uma leitura que não vi em outros lugares, que o filme trás uma releitura da liberdade feminina, além claro fazer parte da leva heroinas duronas, como Viuva negra (scarlatt Johanson), Salt, Lara croft (Angelian Jolie) e muitas outras de uma nova geração do cinema. 

Curta nosso Facebook, Twitter

 

comente com Facebook

Você pode gostar

compartilhe